quarta-feira, 21 de setembro de 2011

suspensão

folha amarela brota do teu sorriso
com pequenas gotas de orvalho
será esse inverno um algoz rijo,
ou serás pequena flor de carvalho?

a branca névoa sobre a planície,
que vozes são essas que ela ecoa?
serão frutos alegres da meninice
ou do silêncio que jamais perdoa?

rio, com as águas de tantos mares,
são feitas de alegrias sublimadas
ou males apenas a cruzar os ares?

cama essa, com sono encimada,
traz noites cobertas de pesares
ou sonhos leves com a amada?

Um comentário:

Débora Sader disse...

Parabéns pelo texto e pelo blog! Também escrevo, se quiser conhecer meu blog: www.deborasader.blogspot.com

Abraço, Débora Sader.