segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

é um tal de mexer os pés sem necessidade, um tal de gritos e gemidos num violão sem propósito, um tal de mãos falantes que nada dizem, um tal de não sei o quê, uma série incondizente de gestos ambíguos... que me fascinam nesses bichos sem propósito, nessas sombras que dançam - não só vagueiam - nessas almas pequenas com vozes de vôo. nesses bichos, tudo fala.

incrível, não acha?

2 comentários:

Sr. Personna disse...

eis nosso ferroso formigueiro

Sonhador disse...

Parabens pelo artigo: Vista o meu www.saudedferro.blogspot.com

ABRAÇOS