sábado, 12 de agosto de 2006

Noite dos namorados

a noite se mostrava.
estava clara pela janela.
lá estava eu.
lá estava ela.
lá estava o silêncio.

o vento soprou num canto
perfumado do jardim.
e cheiro veio lento,
doce e leve, assim...

tocava a pele plácida,
clara essência de sonhos.
e o calor a me embalar
era pura poesia.

senti o tempo passar
olhei a lua brilhar...
olhei o olho dela.

tudo lindo, tudo limpo.
tudo belo...

tudo tédio.

... joguei merda
no ventilador!
--------------------------------------
hehehehe!
Desculpem... foi quase sem querer.
não pude perder a oportunidade...
voltemos a seriedade pórrica do amor.

Um comentário:

Amanda disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk... estava lendo um post do anonimo e vi seu comentario...o post do baile... entao resolvi visitar sua pagina... achei muito melodico, engracado, reflexivo...
parabens! gostei muito!
bjos! =*